Seja bem-vindo. Hoje é

Contador único p/ IP

sábado, 18 de dezembro de 2010

TV Globo: grande responsável pela ruína dos clubes de futebol brasileiros

A TV Globo, há anos, tinha uma maracutaia com os cartolas do Clube dos 13 (a entidade dos dirigentes dos clubes de futebol que vendem os direitos de transmissão para a TV) para ter direito de preferência na transmissão do Campeonato Brasileiro. Se alguma outra TV fizesse uma proposta melhor, ela tinha o direito de cobrir a proposta.

O contrato gerou longo processo por prática anticompetitiva no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica, do Ministério da Justiça ), desde 1997, e, em outubro deste ano, finalmente foi julgado que a Globo não poderá mais ter privilégios.

Com as novas regras contratuais, a TV Record entrará na disputa para 2012 com uma oferta bem maior (até 2011 a Globo ainda tem os direitos já contratados). A própria Globo estima que que terá que elevar em cerca de 40% sua proposta. Fala-se em valores que subirão dos atuais R$ 500 milhões para pelo menos R$ 700 milhões ao ano.

Além disso, a Record se propõe a transmitir os jogos no meio da semana mais cedo (20:45h), enquanto a Globo impõe o horário "após a novela", às 22hs, prejudicando os trabalhadores que dormem mais cedo, e desestimulando a própria platéia a comparecer nos estádios, pelo fato do jogo acabar muito tarde. O efeito negativo afeta também a bilheteria e o espetáculo da torcida em um estádio cheio.

Os clubes brasileiros não conseguem reter seus melhores jogadores no Brasil, porque não conseguem cobrir ofertas de clubes estrangeiros. Grande parte da culpa é pela corrupção dos cartolas ao longo dos anos, entre elas esse tipo de contrato que só é vantajoso para o Globo, mas tira R$ 200 milhões estimados por ano dos clubes, sabe-se lá por que método de convencimento dos cartolas.

É o tipo de contrato onde a Globo vai bem, e os clubes vão mal. 

Por culpa da Globo e dos cartolas, o campeonato brasileiro vira quase uma segunda divisão mundial.


Fonte: Amigos do Presidente Lula

Nenhum comentário:

Postar um comentário